terça-feira, 19 de janeiro de 2010

Uma aposta no acaso

Foi assim que nasceu o Danada Da Nanda: apostando que o acaso poderia virar algo certo.
Isabel Magalhães, minha superior da Comunicação aqui no trabalho, comentou que precisava tirar alimentos gordurosos de sua alimentação. Como eu sempre trago minha própria comidinha para almoçar no trabalho e não ter que comer filés de frango "grelhados" da rua ( as aspas ficam por conta dos filés nunca terem visto uma grelha e sim chapas com óleo e acúmulo de outras gorduras e afins) ofereci à Isabel o mesmo cardápio que sempre trouxe para mim.
Expliquei que, devido às dietas incessantes de um bom ser do gênero feminino que sou,tinha acostumado a cozinhar sem adição de gordura. Ou seja, faço todos os pratos em panelas antiaderentes e alguns pratos até inverto o processo. Contei ainda que alguns pratos que levam creme de leite tenho substituído por iogurte natural, ou ainda, abusado de tempero para não enjoar dos alimentos preparados para regime.
Parece-me que a Isabel gostou da história mas eu me empolguei tanto com a idéia de levar minhas comidinhas para alguem que logo no dia seguinte apareci com três potinhos de comidinhas para ela experimentar: arroz integral, carninha moída refogadinha e abobrinha no mesmo modo de preparo. Ela comeu com pressa mas logo mandou o recado: "hum, estava uma delícia".
Pronto, acreditei e trouxe no dia seguinte e no outro dia também. Isabel gostou mas só aceitou continuar o "negócio" mediante pagamento! Trato feito e ganhei minha primeira cliente!
Daí para frente as amigas ficaram sabendo e foram se interessando...Vera Artaxo, Vera Cunha e Stellinha Monlevade chegaram em seguida...gostaram, aprovaram, pediram mais...como moram perto de casa fechei de entregar 5 refeições a cada domingo no fim do dia...estão comigo até hoje!
A clientela está crescendo, minha alegria e entusiasmo também...e foi assim que uma conversa do acaso acabou virando um projeto danado de bão!

2 comentários :

Erica disse...

Eu também sou cliente Danada da Nanda...já estou na quarta semana!
Atesto o sabor e o capricho das comidinhas. Mas isso não é novidade para mim que conheço o talento culinário da Fezuca (me recuso a chamá-la de Nanda...rs)há quase 10 anos, antes ainda de ela buscar especialização...ela sempre cozinhou "com os pés nas costas". Boa parte do pouco que eu sei sobre cozinhar, aprendi com ela!
Amiga querida, vc sabe o quanto torço por ti. Bem sei o que significa para vc esta empreitada...a materialização de um desejo e de seu talento, que é nato!
Tô contigo!
Beijo grande
Erica Munhoz...ou Tatu, Dé, Bebé, como queira...rs

William Corrêa disse...

O negócio está dando tão certo, mas tão certo, que o Danada da Nanda já até conta com um funcionário! Eu! O montador, embalador, etiquetador e entregador oficial da Sociedade Empresária Limitada.

Portanto, críticas e sugestões sobre o acondicionamento, o fechamento, a letra ilegível das estiquetas e entregas, podem reclamar com... a Nanda! Não tenho nada a ver com isso. Só ajudo para que as marmitas fiquem prontas logo e eu possa ficar um pouco com minha esposa.

Bill.

Postar um comentário